À medida que envelhecemos, a visão pode ser acometida por doenças que levem à cegueira. Algumas dessas doenças que estão relacionadas à idade são: DMRI – degeneração macular relacionada à idade, retinopatia diabética e catarata. Ir ao oftalmologista periodicamente assegura uma melhor qualidade de vida.

 

DMRI – degeneração macular relacionada à idade

O que é:

Atingindo normalmente pessoas acima de 55 anos, a DMRI acomete a retina, parte posterior do olho, levando ao processo degenerativo da mácula, região responsável pela visão central, onde são definidas as formas, cores e rostos, e por 90% da informação visual para o cérebro.

Sintomas:

A doença causa a perda da visão central. Inicialmente, percebe-se uma diminuição do contraste e evoluiu para um embaçamento da visão central até a formação de uma mancha.

Com a possibilidade de atingir um ou ambos os olhos, a DMRI pode apresentar-se de duas formas: seca/atrófica e úmida/exsudativa. A primeira é mais comum, e leva à baixa da visão, de forma lenta e gradativa, devido à degeneração das camadas da mácula. Já a segunda, é mais rápida e agressiva, com vasos anormais e lesivos se formando sob a mácula, podendo causar hemorragia e, consequentemente, o comprometimento da visão.

Como prevenir a DMRI?

  • Adotar uma dieta com ingestão de alimentos pouco gordurosos. Comer verduras de folhas verdes, frutas cruas, frutas secas e peixe.
  • Controlar o peso, pressão arterial e níveis de colesterol.
  • Usar óculos escuros para proteger seus olhos da radiação solar.
  • Verificar se na família existe história de alguma doença ocular. Quem tem alguém com DMRI na família deve consultar-se com um oftalmologista.
  • Não fumar.

 

Retinopatia diabética

O que é:

A retinopatia diabética é caracterizada pela manifestação do diabetes nos vasos sanguíneos da retina e está incluída entre as grandes causas de cegueira no mundo. Seu principal sintoma é a baixa visão, por alteração dos vasos retinianos e formação de vasos anômalos, que sangram com facilidade dentro do olho. Porém, alguns pacientes só notam alterações quando a doença já atingiu a mácula, responsável pela visão central.

Sintomas:

Normalmente, não existem sintomas. Porém, caso haja visão embaçada ou se enxergue manchas ou pontos de sangue “flutuando” é preciso procurar rápido um médico.

Tratamento

Deve ser feito o controle glicêmico para retardar o aparecimento do problema ou diminuir sua gravidade. Além disso, pessoas diabéticas são mais propensas a ter hipertensão arterial e, por isso, devem manter a pressão controlada para não agravar a retinopatia diabética.

Catarata

O que é:

A catarata é a opacificação do cristalino (lente natural do olho), que resulta em uma diminuição progressiva da visão. Na maioria das vezes, a doença decorre do processo de envelhecimento, afetando principalmente pessoas com mais de 50 anos.

Sintomas:

Nem todas as cataratas prejudicam a visão ou afetam a vida diária. Para aquelas que o fazem, os sintomas comuns incluem:

  • Visão nublada, confusa ou nebulosa
  • Visão com brilho de lâmpadas ou do sol
  • Dificuldade de dirigir à noite devido ao brilho dos faróis
  • Mudanças frequentes na prescrição de óculos
  • Visão dupla
  • Melhoria da visão de perto que, em seguida, fica pior
  • Dificuldade em fazer as atividades diárias por causa de problemas de visão.

Tratamento

Após a detecção realizada na consulta com um oftalmologista, o único tratamento para a catarata é a cirurgia. Não existem colírios ou óculos capazes de solucioná-la.

 

Se preparar para uma velhice com qualidade inclui também cuidar da saúde ocular. O que você tem feito para cuidar da sua saúde?